Cuco

by nome comum

supported by
/
  • Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

    ~ Versão download tem cereja no fim do bolo ~

     €5 EUR  or more

     

  • Compact Disc (CD)

    Digipak de edição limitada. Design gráfico de Mariana Camacho

    Includes unlimited streaming of Cuco via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    ships out within 2 days

     €8 EUR or more

     

1.
2.
04:04
3.
04:41
4.
5.
03:29
6.
04:16
7.
03:47
8.

credits

released September 16, 2013

Todas as canções compostas por Bernardo e Madalena Palmeirim

Gravado, misturado e masterizado por Pedro Magalhães no estúdio Golden Pony em Lisboa

Produzido por Pedro Magalhães
Design gráfico por Mariana Camacho
Apoio de Edição Fonográfica da Fundação GDA

Bernardo Palmeirim: voz, guitarras
Madalena Palmeirim: voz, piano, acordeão, pau-de-chuva
Gonçalo Castro: baixo acústico, teclado vox intercontinental, garrafa vazia de Manuel Maria
Nuno Morão: percussão, cavaquinho, sordune, metalofone

Cuco: Ana Luísa Valdeira (violino), Ricardo Jacinto (violoncelo), Simão Palmeirim (assobio), Pedro Faro (pressor de pedal)
Arranjo para cordas por Nuno Morão

tags

license

all rights reserved

feeds

feeds for this album, this artist

about

nome comum Lisboa, Portugal

Agenciamento:
nomecomum@hotmail.com

Promoção:
Let's Start a Fire! (Raquel Lains) - raquellains@netcabo.pt

contact / help

Contact nome comum

Streaming and
Download help

Track Name: ninguém fica só
Preciso que saibas: quando eu
Faltar ao teu lado, tens o teu
Destino riscado
Sobre o meu

Tens alguém, terás alguém
Para o bem ou para o mal
Sempre ao teu lado

Calha bem não ficar sem ninguém
Muda-se o tempo, fica a vontade
Só tentamos não sentir desdém

Cumpre o vento o seu papel, mas
Vira a folha para o mesmo texto
És o enredo da minha história
O conforto da minha memória

Sabe bem não ficar sem ninguém
Perde-se o tempo, fica a vaidade
Só lembramos o que convém

Cumpre o vento o seu papel, mas
Vira a folha para o mesmo texto
És o enredo da minha história
O conforto da minha memória

Sempre ao teu lado
Track Name: cuco
Sempre q’um relógio toca
Um passarinho sai da toca
Deixa uma porta aberta e
Num segundo me desperta


Quanto temos?
Tanto queremos.
Quanto tememos.
Sempre queremos.


Sempre q’um relógio toca
Um passarinho sai da toca
Deixa uma porta aberta e
Num segundo me desperta

Sempre q’um relógio toca
Um passarinho cai na toca
Canta sempre à hora certa
Em segredo me concerta


Todo o tempo que me resta
Vai ser lento senão não presta
E em cada momento que me testa
Dou de volta o que me empresta


Quanto temos?
Quanto tememos.
Track Name: alentejar
Separam a jóia do trigo
Fica a cesta no lagar
Mergulham os campos contigo
Nascer é abandonar
Sê terra não sejas sede
Nasceste para lembrar

Aprende a olhar
Prende o olhar

Separa o joio do trilho
Ouve o campo a chamar
Esvazia o teu corpo comigo
Ai, morre e vem cantar
Apaga a chama amigo
Fica a luz na mão a olhar
Track Name: ângulo morto
Nem com sombras
vem a noite mostrar-me luz
Nem por sombras
trocaria aquilo que já não sou

Onde os meus dedos nunca foram
nem a noite o sabe dizer
Foi onde os meus dedos nunca foram
que os meus pés não souberam ver

Não ligues
Acende
Que passa
Não olhes
Espreita
Que rasga

Onde os meus dedos nunca foram
Nem a noite o sabe dizer
Foi onde os meus dedos nunca foram
Que os meus pés não souberam ver
Track Name: acordo tarde
- Acordo tarde, será que chego a tempo?
de viver o momento
em que o mar aceita o sol.

- Acordas tarde, será que estás atenta?
para ir atrás do vento
com que o mar empurra o sol.

- Tarde acordas, decide ser o vento.
- Decido ser o vento
que traz o mar até ao sol.

Não ficar a dormir e acordar como o sol

É tarde
o mar vazou seu peito
o vento perdeu seu leito
e o sol afundou, mais longe que o fundo.
Track Name: anão gordo
É amanhã ou depois
O que devo escolher
Não sei qual peso o melhor
Vai me favorecer

Mesmo quando escolhia
O que escolhia nunca
Era amanhã nem depois


Foi ontem ou só depois
O que fiz escolher
Só tenho a perder
Por nunca saber


Sou um anão gordo
Tenho decisões nos bolsos
Tantas por onde escolher
Eu sou um anão gordo

E eu?
Fiquei
E eu?
Fiquei
Fiquei sem nunca saber

Mesmo o que escolhia
Quando escolhia
Amanhã ou depois
Amanhã ou depois...
Track Name: dá-me
Dá-me.

Dá-me.
Eu,
Tu...do a
Mim.

Mim.
Track Name: quem não é antes fosse
Quando as mãos não são o rosto e
Quando o rosto não tem rasto, então
Se o teu corpo não bate certo com o teu corpo
Será que tu condizes com o que fazes?

Então... se o teu corpo não bate certo com o teu corpo
Será que tu condizes com o que fazes?

Quem não é teu, nem também seu.